Início > Formula1 > Sepang: Corrida

Sepang: Corrida

Largada

Webber, com problemas no KERS, perdeu várias posições na largada. Tendo que fazer uma prova de recuperação, ser rápido sem se preocupar demais com os pneus foi a escolha para o aussie, que no fim das contas fez uma boa prova.

Ambas Renault largaram bem e se posicionaram melhor ainda na curva 1, assumindo a segunda (Heidfeld) e a quinta posição (Petrov) .

Massa mais uma vez largou melhor que Alonso, ultrapassando o espanhol.

Ótimo começo de Schumacher (P11 no grid), que chegou a ultrapassar Alonso na volta 1, mas não conseguiu manter a posição.

Fatos

Com Heidfeld limitando a velocidade de Hamilton, Vettel teve tranquilidade para equilibrar velocidade com desgaste de pneu, o que lhe concedeu grande vantagem estratégica.

Massa ultrapassa Petrov na volta 3. Fazia boa corrida até perder 10 segundos no box. Embora seu desempenho não tenha sido superior ao de Alonso, comparado ao que se viu em toda temporada anterior, Massa foi bem.

Heidfeld perde posições pra Hamilton, Button e Alonso no primeiro pit stop.

Alonso ultrapassa Button na volta 17.

Massa ultrapassa Webber na volta 22.

Depois do segundo pit stop, Hamilton conseguiu se livrar rapidamente de Petrov, enquanto Vettel se livrou de Massa, com clara ajuda do DRS. Ações decisivas para o restante da prova.

Na metade da prova, Alonso comunicou à equipe que seu DRS não estava funcionando. Uma volta depois, Vettel pergunta se deve usar KERS e a equipe responde negativamente.

Volta 37 e 38, Lewis e Jenson fazem sua 2ª troca de pneus, respectivamente. Parada de 6,9 segundos para Hamilton faz com que perca posição para seu companheiro. A partir de então, Lewis fica muito mais lento que seus adversários.

Massa consegue passar Petrov na volta 44.

Na volta 46, Alonso tenta ultrapassar Hamilton, mas afoito em excesso, acaba por acertar a traseira de Hamilton com sua asa dianteira, quebrando parte dela. Após o pit stop, Alonso retorna em 7º, atrás de Webber.

Volta 50, Webber mesmo sem o KERS consegue ultrapassar Massa na curva 2.

Heidfeld ultrapassa Hamilton na volta 52 para garantir um lugar no podium.

Webber ganha posição de Hamilton quando o inglês escapa na curva 6, volta 53. Hamilton então faz mais uma parada para troca de pneus.

Volta 54, Petrov voa fora do traçado e quebra a barra de direção, entregando sua posição para Hamilton

Corrida boa de Kovalainen, andando perto da Force India de Sutil, que foi mais uma vez superado pelo estreante Paul Di Resta.

Pneus de chuva

Diferentemente dos Bridgestones, a informação que se tem sobre os pneus intermediários da Pirelli é que sua eficiência em tirar água do caminho é pequena, sendo recomendado apenas para “garoa”. Assim, é provável que veremos mais do pneu de chuva forte do que se via nos tempos da Bridgestone.

Problema de Hamilton: pneus?

Ficou evidente que Hamilton sofreu parar encontrar desempenho na segunda metade da corrida, especialmente depois de sua segunda parada, na volta 37. Sem nenhum problema mecânico mencionado, a melhor explicação fica por conta dos pneus deteriorados.

O fato curioso é que este desgaste não ocorreu na corrida, mas sim no qualifying. Cada piloto tem 6 jogos de pneus para realizar o qualifying e a corrida, 3 macios e 3 duros. Isto não representava grande problema até o ano passado, quando se usava 2-3 sets de pneus na corrida. Mas com os pneus da Pirelli, que duram muito menos, cada piloto usa de 3 a 5 sets por corrida.

O problema de Hamiltom parece ter sido as travadas que deu no Q1 e Q2, deixando 2 sets de pneus duros com disformidades, ou mais popularmente: “achatado”. É importante salientar que tal disformidades nos pneus não causam necessariamente grande perda no desempenho do carro, mas pode desestabilizar o equilíbrio de um carro, o que parece ter acontecido com Hamilton.

Confiança de campeão

Vettel começou 2011 assim como terminou 2010, com rapidez e constância. Bastante diferente do Vettel que vimos em alguns momentos de 2010, o alemão da RBR agora demonstra E passa confiança. Caso o RB7 permaneça como o melhor pelo resto da temporada, é possível que o domínio de Vettel lembre a época tediosa de Schumacher.

Alonso e Hamilton penalizados

Não concordo. Acho que os contratempos causados pelo contato já foram punição suficiente.

Jenson e os pneus: fast?

Único piloto a fazer mais de 16 voltas com o pneu duro (fez 19 e andando rápido), Button comentou na coletiva de imprensa que andar devagar na verdade não ajuda muito na preservação dos compostos, pelo menos nas curvas. A lógica é simples, quanto mais lento você está, menos downforce tem e conseguentemente, depende mais da aderência mecânica. O outro extremo também não ajuda muito, já que exige muito tanto de downforce quanto dos pneus. Como quase tudo nas corridas, é uma questão de encontrar a relação mais eficiente.

A pergunta que deixo é: será que todos no grid sabiam disso?

Newey Vs. KERS

O engenheiro projetista mais valioso da Formula1 “odeia” o KERS. É um exagero, é claro, mas a verdade é que o KERS vem se mostrando uma dor de cabeça para Newey resolver. As restrições impostas pelo sistema estão comprometendo seu projeto aerodinâmico. Infelizmente, para Newey, a superioridade do RB7(sem KERS) não é suficiente para se manter à frente do grid, pelo menos não com sobras.

McLaren chegou de vez

Quem assistiu a prova acompanhando Live Timing percebeu: a McLaren chegou. Não fosse o problema de Hamilton, com certeza a corrida teria sido mais complicada para Vettel. O próprio Button, que só sentiu o carro bem com seu ultimo jogo de pneu, terminou a corrida a menos de 10 segundos de Vettel.

Na minha opinião, sem melhoria no KERS, fica difícil para Red Bull manter a liderança.

DRS: opinião

Considerando a importância que a aerodinâmica tem na Formula1, acho muito difícil conseguir uma solução para facilitar ultrapassagens que não dê impressão de ser artificial. Dito isso, a solução apresentada pelo nome de DRS (drag reduction system – sistema de redução de arrasto) é provavelmente a melhor das cogitadas até o momento. A maneira como está sendo utilizada não é injusta, sendo que só pode ser ativado em determinada situação.

Como toda nova implementação, requer ajustes, que se darão ao decorrer da temporada. Resumindo, na atual situação, me parece a melhor alternativa. Entretanto, é preciso ficar atento a possíveis abusos, como companheiros de equipe trocando posição para poder utilizar o sistema continuamente.

Resultado final

 

Pit Stops

Uso de pneus

Confira também as fotos do Darren Heath.

Categorias:Formula1
  1. Felix
    13/04/2011 às 10:27

    A corrida foi regular, nada muito empolgante, as ultrapassagens artificiais parece que vieram para ficar, pelo que eu vi os pneus não permite que os pilotos permaneçam na pista.
    Só uma pergunta, a punição do Hamilton?? Será que por brigar pela posição?

    • KBK
      13/04/2011 às 22:42

      Não cheguei a ver a telemetria, mas o único motivo que vejo seria ele ter freiado para forçaro Alonso a fazer o mesmo, só que deu azar de o Alonso ter escolhido aquele ponto pra usar o KERS tentando roubar a posição. Parece que ele já tinha uma advertência, o que deixa menos incrível a punição.

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s