Início > MotoGP > [MotoGP] Valência: Corrida (quick notes)

[MotoGP] Valência: Corrida (quick notes)

Jorge Lorenzo salva a pátria!

Ele perdeu posições na primeira volta e depois de uma tentativa falha de ultrapassagem, ficou em sétimo. Mas com paciência e velocidade, soube escalar o pelotão por mais uma vez, deixando claro que o título de 2010 é mais que merecido. As lesões de Valentino e Dani ajudaram, assim como o fraco desempenho de Ducati/Stoner, entretanto não restam dúvidas de que Lorenzo seria superior.

Nessa última prova, Stoner bem que tentou, mas não resistiu ao desempenho de Lorenzo e sua Yamaha.

Alguns pontos positivos nessa prova, além de uma corrida repleta de disputas, foi o bom desempenho de Pedrosa no começo, assim como de Hayden que acabou no chão. Os “novatos de ouro” fazendo boa prova, Simoncelli brigando pelo 4º lugar desde o começo e Spies crescendo no fim. Melhor para o estadiunidense, que além de terminar em 4º, andará em uma equipe oficial em 2011 (Yamaha).

Valentino Rossi, piloto da Ducati em 2011, diz adeus à equipe…

e à moto, sua criação. A cena com certeza foi pensada, mas ainda assim, pareceu honesta. Dando carinho à moto 46, terminou o ritual com um beijo.


Jorge Lorenzo, por sua vez, correu com um capacete milhonário, contendo 1800 brilhantes Swarovski, coisa chique. Com a vitória, quebrou o recorde de pontos em uma temporada, 383. O pior resultado do espanhol na temporada foi 4º lugar em 2 ocasiões.

[Moto2]Karel Abraham estraga a festa dos espanhóis

Em mais uma corrida muito disputada na Moto2, a vitória caiu no colo da Karel Abraham, que assimiu a liderança auma volta do fim, quando Toni Elias realizou uma desajeitada tentativa de ultrapassagem sobre o então líder, Andrea Iannone.

Destaque especial pra Julian Simon, que largado de trás, escalou todo o pelotão até chegar à ponta, protagonizando ótimo duelo com Iannone. O desgaste no equipamento apareceu no fim, perdendo posição para Abraham no momento que Elias se chocava com Iannone. Uma prova memorável.

Terminando apenas uma posição atrás de Iannone (2º e 3º), Julian Simon garantiu o vice-campeonato.

[125cc] Bradley Smith acaba com o domínio espanhol

Ironicamente, somente quando o mundial de motovelocidade chegou à Espanha que o domínio dos locais caiu. Foram 25 vitórias consecutivas de pilotos espanhóis na 125cc. Começando em 2009 com Sergio Gadea(1), Julian Simon(6), Pol Espargaró(2), Nico Terol (1) e por fim as 10 vitórias de Marc Marquez nessa temporada, somando-se às 3 vitórias tanto de Terol como Espargaró.

Pilotando de maneira consistente desde o início, Bradley Smith conquistou com méritos sua primeira vitória do ano, terceira da carreira.

Marc Marquez, que precisava apenas de um 8º lugar para se sagrar campeão, até ensaiou um ataque ao segundo colocado, Nico Terol. Mas lembrado pela equipe que sua posição era mais do que o necessário, acabou cedendo a terceira posição a Espargaró que largou mais atrás.

Depois da vitória épica na corrida do Estoril, Marquez tem crédito de sobra.

Só deu Espanha em 2010

O resultado final desta temporada foi incrivelmente favorável aos pilotos espanhóis:

MotoGP – Lorenzo campeão, Pedrosa vice.

Moto2 – Elias campeão, Simon vice.

125cc – Marquez campeão, Terol vice, Espargaró terceiro.

Categorias:MotoGP
  1. Valentino Rossi
    08/11/2010 às 8:32

    Valentino Rossi:
    “Honestamente estou feliz com este último resultado com a Yamaha, porque tivemos um fim-de-semana difícil, não fizemos uma boa partida, mas percebi logo que estávamos muito mais rápidos hoje e que a minha moto estava bem. A determinado momento pensei que podia ganhar, mas depois percebi que não estava suficientemente rápido para ficar com o Lorenzo e o Stoner, esta é uma pista muito difícil quando não estávamos mesmo bem.”

    “Chegar ao pódio foi a minha forma de agradecer à minha moto, à Yamaha e a todas as pessoas que trabalharam comigo neste sete anos.”

    “Foi uma experiência muito boa e gostei mesmo muito. Quarenta e seis é um número fantástico de vitórias – claro que queria mais, mas penso que posso estar feliz com o que fiz aqui. Terminámos bem a temporada, com cinco pódios consecutivos e depois de uma época tão difícil podemos estar contentes pela forma como chegámos ao fim. Foram sete anos maravilhosos, muito divertidos com um ambiente especial, muitas vitórias fantásticas e quatro Campeonatos do Mundo. Hoje parei a minha moto no final da corrida, tal como fiz em Welkom quando esta história começou, foi a forma certa para dizer adeus a ‘ela’. Obrigado a todos, temos recordações maravilhosas”.

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s