Início > MotoGP > [MotoGP] Malásia: Corrida

[MotoGP] Malásia: Corrida

Valentino sem limites

A festa estava armada para Jorge Lorenzo. O título viria com facilidade, exceto no caso de um erro ou problema mecânico, mas Rossi não tinha nada a ver com isso. Aliás, pensando bem, tinha tudo a ver.

A largada foi ruim para Valentino, caindo para 11º. A recuperação, entretanto, foi imediata. Passando um por um, o herói italiano não tomava conhecimento dos adversários. Na terceira volta ele já era o 4º colocado, logo a sua frente, o surpreendente Marco Simoncelli. Já na volta seguinte, Valentino passou seu conterrâneo, tendo agora somente Dovizioso e Lorenzo a sua frente, com 2 segundos de vantagem.

Fazendo a melhor volta da corrida a cada passagem, ele se aproximava dos líderes, que assim como ele, sofriam com alta temperatura e umidade da Malásia. Faltando 12 voltas, Dovizioso já ultrapassou Lorenzo e agora Valentino já entra na disputa pela vitória. Mas chegar é uma coisa, passar é outra(?). Não para “Il Bambino D’oro”. Assim que se aproximou o suficiente, ultrapassou seu companheiro (e arqui-rival) com uma ultrapassagem no estilo que os britânicos chamam de block-pass. Na volta seguinte foi a vez de Dovizioso levar o block-pass.

Valentino então começou a abrir vantagem, faltando 10 voltas. Mas sofrendo de cansaço excessivo (e lesão no ombro) e desgaste dos pneus, o ritmo caiu. Dovizioso colou nele, trazendo Lorenzo consigo. Com 5 voltas para o fim, Dovizioso recuperou a liderança na curva 1, mas Rossi utiliza sua técnica suprema de frenagem para voltar pra ponta na curva 9.

Uma corrida de recuperação fantástica com belas ultrapassagens sobre os rivais. Se já tinha dado a entender no Japão, agora temos certeza. Ele está de volta!

Segundo campeão espanhol

Precisando apenas de um 9º lugar, Lorenzo fez mais que isto. Se esforçou em dobro no sábado para garantir a pole, pensando em não arriscar durante a prova. Andou rápido no calor sufocante da Malásia, com apenas 300ml para aguentar toda a corrida. Foi precavido como tinha planejado e agora é oficialmente o campeão de 2010, com 3 corridas restando para o fim do campeonato. Nem os fãs de Valentino podem dizer que Lorenzo não mereceu este título. Até agora, em 15 corridas, foram 7 vitórias, 4 vezes em segundo lugar e 2 em terceiro.

Apesar do atual domínio espanhol no Mundial de Motovelocidade, Lorenzo é apenas o segundo piloto da Espanha a se sagrar campeão da categoria principal. Antes dele, só Alex Criville, em 1999 ainda na 500cc, com a Honda HRC.

Disputa no pelotão de trás

Não foi só a briga por vitória que animou o GP da Malásia. No meio do grid, tivemos a disputa quadrupla envolvendo Simoncelli, Aoyama, Bautista e Hayden. O “Urso do cabelo duro” (Simoncelli) chegou a andar em 3º, mas perdeu muito rendimento no final da corrida, na defesa de posição, se exaltou, atrapalhando Aoyama por duas vezes, na segunda delas com uma manobra muito deselegante. Na primeira defesa, Bautista passou, na segunda foi a vez de Hayden. Por fim, perdeu posição também para o japonês. Aquela que se desenhava como a melhor corrida de Simoncelli, acabou por ser a menos leal.

Boa corrida da Suzuki

Há de se destacar o bom rendimento das motos azuis. A moto conduzida por Bautista e Capirossi se demonstra competitiva somente em clima quente, tendo “pavor” de locais frios. Essa dificuldade – muito provavelmente em aquecer os pneus – gera desanimo na fábrica japonesa, que provavelmente só terá uma moto na próxima temporada. O 5º lugar obtido por Bautista deve ser celebrado.

Elias campeão na Moto2

Assim como Lorenzo, Toni Elias garantiu o título de 2010 no GP da Malásia. Ele terminou em 4º lugar e é matematicamente, o primeiro campeão da Moto2, soberania espanhola. Nesta prova, a vitória ficou inesperadamente com Roberto Rolfo, que sequer tem contrato para o próximo ano, já que sua equipe não teve aprovação para continuar na categoria.

Disputa pelo terceiro lugar

O acidente de Rossi, performance inconstante de Dovizioso e inconstância da Ducati (+quedas de Stoner) serviram para tornar emocionante a disputa pelo 3º lugar neste final de campeonato. Separados por míseros 2 pontos, os 3 pilotos atravessam suas melhores fases no ano. Se o campeão já “era conhecido” há muito tempo, essa disputa promete ser acirrada.

Torrent da corrida completa aqui

Confira ótimas fotos aqui

Categorias:MotoGP
  1. Felix
    15/10/2010 às 9:16

    MOTOGP,AUSTRÁLIA, NA PISTA INCRÍVEL DE PHILLIP ISLAND É NESSE FINAL DE SEMANA

    Dia da corrida: 17/10/2010
    Horário da largada: 3h (de Brasília)
    Cidade/País: Phillip Island/Austrália
    Número de voltas: 27
    Extensão do circuito: 4,448 km
    Distância da prova: 120,096 km

    1°treino livre:
    1Jorge LORENZO/1:41.146
    2Casey STONER/+0.334
    3Nicky HAYDEN/+0.485
    4Marco SIMONCELLI/+41.881
    5Marco MELANDRI/+0.836
    6Andrea DOVIZIOSO/+1.125
    7Valentino ROSSI/+1.480
    8Colin EDWARDS/+1.867
    9Randy DE PUNIET/+2.330
    10Loris CAPIROSSI/+2.838
    11Mika KALLIO/+3.033
    12Hiroshi AOYAMA/+3.558
    13Hector BARBERÁ/+4.549
    14Álvaro BAUTISTA/+5.014
    15Aleix ESPARGARÓ/+6.981
    16Daniel PEDROSA/+10.064
    17Ben SPIES/+17.467

    • Felix
      15/10/2010 às 12:19

      Jorge Lorenzo:
      “A situação agora é completamente diferente, não há pressão porque não preciso de pontos para o Campeonato, quero terminar a época a vencer corridas, pelo que vou dar o máximo neste fim-de-semana.”

      Valentino Rossi:
      “Espero poder correr a 100% aqui na Austrália, no papel parece ser boa para o meu ombro, apesar de ter muitas mudanças de direção rápidas não tem muitos pontos de travagem fortes.”
      “A pista de Phillip Island é fantástica; diferente de todas as outras. É muito rápida e é importante encontrar a linha certa. Aqui é difícil encontrar o equilíbrio certo entre as curvas lentas e rápidas, mas origina sempre grandes corridas, especialmente no MotoGP.”

      Casey Stoner:
      “Há três corridas não via esta prova com bons olhos porque a moto não estava a trabalhar bem em áreas fundamentais para Phillip Island. Mas durante as últimas três jornadas fizemos melhoramentos, pelo que podemos ir para este fim-de-semana optimistas. Por vezes é bom correr em condições mais frescas como acontece em Phillip Island, mas o melhor da pista são mesmo as curvas rápidas!”

      Andrea Dovizioso:
      “O objetivo é vencer, fizemos um bom trabalho nas duas últimas corridas e fomos capazes de lutar pela vitória, vai ser difícil vencer aqui porque o Casey é muito forte em Phillip Island, como o Lorenzo e o Vale está competitivo outra vez, mas vou tentar.”

  2. FORMULA 1
    14/10/2010 às 9:11

    A experiência vivida no fim de semana do GP do Japão com apenas dois dias agradou muito os dirigentes da F1.
    O encontro dos integrantes da Associação das equipes de F1, foi discutido o final de semana de apenas dois dias, essa alternativa é para deixar o fim de semana de um GP de F1 mais atraente, principalmente por questões financeiras, as equipes entendem que melhorias devem ser feitas para deixar a categoria mais atraente para os espectadores.
    Os treinos livres de sexta-feira são utilizados para que os pilotos busquem o melhor acerto com diferentes níveis de pneus.
    São duas sessões de 1h30 cada não são aproveitadas pelos competidores em sua plenitude, o tempo efetivo dos carros na pista é de 1h ou até menos.

    Christian Horner:
    “Acho que os dois dias no Japão, funcionou bem e em condições difíceis, particularmente, prefiro a classificação no sábado e a corrida no domingo”.

    Monisha Kaltelborn, da Sauber:
    “Os chefes de equipes conversaram sobre o fim de semana de dois dias e muitos não veem isso acontecer.”
    “Estamos reduzindo funcionários,mas precisamos fazer algo para que o fim de semana de corridas seja mais atraente”.

  3. FORMULA 1
    13/10/2010 às 6:17

    FORMULA 1
    Parece que poderemos ver novamente nas corridas de F1 os motores Porsche e os Hondas, com o novo regulamento para 2013, onde os motores vão ser totalmente novos, pequenos e com turbos essa duas montadoras estão interessadas em voltar.

    Essas duas montadoras dominaram a Fórmula 1 da era turbo, juntas venceram quase todos os campeonatos da época, pois o primeiro campeonato dessa época turbo foi a equipe Brabham e o piloto era o nosso brasileiro Nelson Piquet o motor que equipava o carro era um BMW, e no ano de 1983, a marca favorita para vencer o campeonato era a Renault, com Alan Prost, e essa zebra se deu pela artimanha do nosso Nelsão, colocou pouca gasolina no carro e disparou na frente, Prost tentou acompanhar esse ritmo alucinante do Piquet e o motor da Renault pifou, Nelson então parou algumas voltas depois para abastecer, o que deixou Alan, Renault e toda a imprensa francesa atónica e decepcionada.

    Como sempre Bernie Ecclestone, o poderoso chefão da Fórmula 1, está apoiando os possíveis retornos para a categoria máxima.

    Quem já está desesperada para 2013 é a “FERRARI”, pois nunca conseguiu fazer um bom motor turbo para a F1 e ainda em 2010, tem reclamado que “É MUITO POUCO TEMPO(2013)” para fazer um motor(o banco Santander, pode até falir para bancar os custos desse motor turbo confiável).

  4. Felix
    12/10/2010 às 6:00

    KBK, tem algo diferente com esses homens que pilotam Maquinas incrívelmente rápidas, onde o corpo praticamente não tem uma proteção adequada e as quedas se tornam coisa normal. Fico imaginando quanto tempo um simples mortal como eu, levaria para entrar em forma, depois de uma cirurgia na clavícula, o piloto da Honda, Dani Pedrosa caiu no dia primeiro de outubro e por pouco ele não participa dessa última corrida, Valentino com bengala, mancando, ombro problemático que só uma operação pode faze-lo voltar ao normal e esse piloto, faz uma corrida encantada, as motos não fazem o limite do piloto, na verdade esse limite é o chão, é uma queda, é a…

  5. Felix
    11/10/2010 às 5:55

    KBK, já estou empolgado com o que vem para 2011, a categoria rainha com 4 campeões mundiais, Jorge Lorenzo, Casey Stoner, Valentino Rossi e Nicky Hayden , mais Dani Pedrosa, Andrea Dovizioso, Ben Spies, etc…

    Muitos pilotos em outras equipes, motivação lá no alto, velocidade pura onde o limite é e será sempre o piloto.

    Parabéns Jorge Lorenzo, o piloto espanhol que entrou hoje para o clube restrito dos campeões mundiais da MotoGP.

    • KBK
      11/10/2010 às 12:10

      Somos 2, Felix.
      Fico muito feliz com a boa fase do Valentino e do Dovizioso. Agora, todos os pilotos que você citou já demonstraram (neste ano) que podem brigar por vitórias.
      Enquanto não chega a temporada de 2011, ficamos com o mini campeonato pelo terceiro lugar.

  6. Jorge Lorenzo
    11/10/2010 às 5:49

    Jorge Lorenzo:
    “Fiquei impressionado por estar à frente e não ter perdido tempo até o final da prova.”

    “Mas quando os pneus começaram a se desgastar, pensei, hoje o que preciso terminar a corrida e alcançar o máximo que um piloto pode conseguir no mundo do motociclismo.”

    “Hoje é o dia mais feliz da minha vida, e temos de celebrá-lo”.

    • Dani Pedrosa
      11/10/2010 às 11:28

      Daniel Pedrosa:
      “É muito importante para a Espanha voltar a ter um campeão mundial na categoria máxima, depois do primeiro título conseguido por Alex Crivillé em 1999. E isso já faz muito tempo. Assim que hoje gostaria de parabenizar Jorge Lorenzo pelo seu título. Ele fez uma grande temporada desde o início, e cometeu poucos erros, assim, ele merece esse título.”

      “Chegarei a Phillip Island na quarta-feira para ter algum tempo para me recuperar do voo e descansar um pouco. Sei que será difícil, porque Phillip Island é um circuito muito exigente, e também, as condições meteorológicas podem ter um papel importante, mas realmente acredito que é hora de voltar com minha equipe e voltar ao alto nível de rendimento que tínhamos antes da queda no Japão.”

      “O campeonato está decidido, mas para nós, ainda não terminou. O objetivo agora é manter a segunda posição na classificação e seguir trabalhando na moto, para eu poder chegar em boa forma nos testes de inverno, em que começaremos a trabalhar para o próximo ano”.

    • Jorge Lorenzo
      12/10/2010 às 5:19

      Jorge Lorenzo:
      “Quando se pensa muito em uma coisa e depois ela acontece é sempre diferente do que esperava. É uma sensação fantástica saber que somos os campeões, a melhor equipe e que sou o melhor piloto de todo o planeta.”

      “Agora podemos comemorar isso como se fôssemos os donos do mundo, não consegui sentir muito devido à tensão. A pressão, o cansaço físico, não me ajudaram muito a expressar minha emoção e a sentir tudo. Mas este é um momento de glória que eu tenho de aproveitar cada minuto, segundo e hora, e ficar com boas memórias.”
      “Sim, estava nervoso um pouco. Não vou mentir! Senti um nervoso diferente das corridas normais, mas estou orgulhoso da minha largada, porque foi boa, e também pela forma como corri.”

      “Pensei que a moto não ia arrancar para a corrida, minha a outra moto estava pronta para a chuva, por isso não podíamos utilizar, mas finalmente, descobrimos o problema, que não era na moto, mas no motor de arranque da roda traseira. Tiramos o motor da moto do Valentino e funcionou.”

      “Se o título mundial não pudesse acontecer aqui na Malásia, podia acontecer na Austrália ou nas corridas seguintes, mas também havia a possibilidade de me machucar. Por isso, tínhamos de fazer a corrida, fazer 20 voltas e terminar a disputa”.

  7. Andrea Dovizioso
    11/10/2010 às 5:45

    Andrea Dovizioso:
    “Estou muito contente com o segundo lugar de hoje, foi uma grande corrida. Eu consegui lutar pela vitória nas duas últimas corridas, em duas pistas diferentes e também em condições diferentes, por isso é mesmo muito positivo.”

    “Tentei ficar perto do Valentino na última volta, mas na última zona de travagem não estava suficientemente perto para o ultrapassar na curva do meio, até porque ele travou muito tarde. De qualquer forma, este resultado para a Honda e para a minha equipa é muito importante. No ano passado, ficámos 40 segundos atrás do vencedor na corrida aqui, por isso ficar apenas a 0,2s quer dizer que melhorámos imenso”.

    “A meio da época ficámos de fora do pódio durante muito tempo, por isso estar outra vez entre os três melhores é muito importante para nós.”

    “Temos de ficar satisfeitos, porque isto é quase uma vitória e os pilotos da frente mudaram em cada uma das corridas, por isso, isto significa que temos sido mais consistentes.”

    “Estamos contentes e quero agradecer à Honda e à minha equipa. Desde o meio da temporada e até agora melhorámos muito, é resultado de muito trabalho de uma grande equipa”.

  8. Valentino Rossi
    11/10/2010 às 5:37

    Valentino Rossi:
    “Em primeiro lugar quero felicitar a Yamaha e o Jorge; ele foi mais rápido durante toda a temporada, em todas as pistas e em todas as condições e merece ser o Campeão do Mundo.”

    “Este é um grande momento para mim, estou muito feliz por ter ganho e conseguir a minha 46ª vitória com a Yamaha na minha querida M1.”

    “Foi uma das minhas piores largadas e por alguns momentos fiquei mesmo muito preocupado, mais depois de ter feito algumas curvas percebi que ia conseguir, porque a minha moto estava muito bem hoje com a pequena alteração que fizemos no warm-up. A ideia do Jeremy (Burgess, chefe dos mecânicos) funcionou mesmo!”

    “Corri muito bem e foi uma corrida fantástica, uma das melhores da minha carreira, penso eu. Queria muito esta 46ª vitória, porque todos sabem que esse é um número especial para mim! Obrigado à minha equipa, porque todos trabalharam muito este fim-de-semana e penso que é uma grande recompensa para todos. Vencer desta forma, a partir da 11ª posição na primeira curva, é uma sensação fantástica”.

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s