Início > Formula1 > Suspeitos de um Crime Perfeito

Suspeitos de um Crime Perfeito

Nós dois temos os mesmos defeitos

Sabemos tudo a nosso respeito

Somos suspeitos de um crime perfeito

Mas crimes perfeitos não deixam suspeitos

Assim diz a música de Humberto Gessinger.

Mas longe de ser perfeito, o “crime” cometido por Alonso, dirigentes da Ferrari e Massa (citados em “ordem de aparição”), deixou claro os culpados. A vítima (nós), apontou os autores do crime.  Caso resolvido? Com certeza não. Pelo menos não para a vítima.

No dia em que o crime aconteceu, eu comecei a pensar no resultado possível. Todos vimos. Massa e Smedley fizeram questão de deixar óbvio. Mas, como “ter certeza”? Como punir?

Pode o tribunal considerar que “ele está mais rápido que você” é uma ordem codificada? Será que alguém tem autoridade para determinar isso? Como trata o regulamento este tipo de situação?

Logo cheguei à conclusão de que isso seria improvável. Seria a típica situação de palavra contra palavra.

Estaria Massa disposto a confirmar a infração? Difícil. A linha entre coragem e burrice é demasiadamente tênue, no caso, suicídio. Com certeza ninguém dos outros culpados o faria.

Sem a confissão, só a arma do crime poderia levar à condenação. Mas por ser codificada, a arma “não existe”.

Desse modo, a Ferrari se livrou de qualquer punição. Mais que isso, a proibição sobre ordens de equipe deve cair. E não só pelos “interesses maiores”, mas também pela impossibilidade de punição.

É um dos males da sociedade moderna, da “justiça do homem”.

O homem criou regras para servir de guia. O tempo passou, e cada vez pensando menos, o homem se viu subjulgado por sua criação. Já não consegue ver o espírito da regra. Vive dentro do texto, com toda sua subjetividade e margens para interpretação, escravizado, por si mesmo.

Categorias:Formula1
  1. Felix
    12/09/2010 às 10:50

    Martin Whitmarsh chefe da McLaren aconselha as equipes a irem com calma na questão das ordens de equipe, à forma escancarada como fez a Ferrari:
    “Seria muito estúpido interpretar a regra desse modo”.

    • Felix
      12/09/2010 às 11:44

      Martin Whitmarsh:
      “Eu não entendo a lógica da regra da FIA, mas devemos assumir que se você estiver se aproveitando de uma brecha do regulamento, deve esperar uma punição maior que US$100 mil, não queriamos perder o campeonato e 2007 foi um ano muito doloroso, privilegiar um piloto seria uma decisão muito fácil para a equipe, mas seria uma mudança muito grande de visão e de filosofia, eu sei que fizemos de tudo para sermos justos e equilibrados, eu disse uma vez em uma entrevista para um piloto que não está mais aqui na McLaren hoje, que se ele quisesse ser campeão mundial, deveria se um homem honesto olhar e ao no espelho, saber que venceu o título e que não recebeu o campeonato de presente”.

      Whitmarsh, estar descontente com a maneira que algumas equipes enxergam a F1: “Isso machuca às vezes, mas penso que as pessoas podem comandar as suas equipes da maneira que quiserem”.

      • Felix
        12/09/2010 às 12:00

        Martin Whitmarsh sobre Jenson Button assinar com a McLaren:
        “Jenson está na Mclaren, pois tem confiança na honestidade da equipe e que seremos justos, esse foi o motivo principal para assinar conosco, Button confia na filosofia da Mclaren e não teria escolhido fazer essa opção de vir para cá, mesmo com um título de campeão na bagagem. É ter a certeza que seu carro vai ser igual ao do Hamilton, e as táticas para as corridas serão para o piloto tirar o melhor proveito”.

  2. Felix
    12/09/2010 às 8:50

    Bernie Ecclestone: “Atenção que as regras ainda estão valendo, penso que as equipes vão respeitá-las”.

  3. Felix
    11/09/2010 às 8:57

    Nico Hulkenberg, estar próximo de sua permanência na Williams em 2011.
    Hulkenberg:
    “Há muitas equipes atraentes, o ideal para mim seria a Ferrari, até bem mais do que a Mercedes, pois o meu objetivo final é ser campeão do mundo, hoje eu tenho a opção de ficar na Williams, nós não temos a velocidade que nós pensávamos que teríamos no início do ano, tem sido decepcionante para mim como novato, recebo muitos elogios da equipe, continuo melhorando e estou aprendendo muito”.

  4. Felix
    11/09/2010 às 8:29

    Concordo com o jogo de equipe até na primeira prova do ano e penso que deveria abolir essa regra, não existe uma federação que puna então o correto será eliminar a regra.
    Penso que a principal coisa a mudar seria o nome do campeonato para
    “CAMPEONATO MUNDIAL DAS EQUIPES DA FORMULA UM”.

    • Felix
      11/09/2010 às 8:33

      KBK, o que não podemos é o mundo dos esportes presenciar o crime e ver que ninguém foi punido.

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s