Início > MotoGP > 安らかに眠る, Tomizawa

安らかに眠る, Tomizawa

Olá amigos. Estou muito chateado com o que aconteceu hoje. Portanto, somente algumas linhas sobre este dia.

MotoGP

Boa corrida dos primeiros. Pedrosa imbatível. Lorenzo administrando a vantagem. Rossi cada vez mais próximo de Lorenzo. Dovizioso ainda abaixo do esperado. Stoner lutando contra a moto, maturidade ao não forçar uma disputa que não podia ganhar.

Moto2

Iannone queimou a largada na corrida que poderia ganhar. Mais uma vitória marcante de Elias. Prova sólida do Simón. Bela recuperação do Luthi.

Mas o acidente envolvendo Shoya Tomizawa, Scott Redding e Alex de Angelis é a lembrança mais forte e triste desde fim de semana.

O esporte motor, como um todo, é caro e perigoso. Entretanto, quando o preço a ser cobrado é a vida de um jovem piloto, nada disso parece valer a pena.

Se a morte á apenas o fim de uma etapa na história de um ser, espero que a próxima seja, para os que ainda estão neste mundo, mais segura. A vida do jovem de 19 anos, Shoya Tomizawa, não pode ter sido coletada em vão.

安らかに眠る, Tomizawa

Categorias:MotoGP
  1. Felix
    10/09/2010 às 14:54

    Federação de Motociclismo da Itália(FMI) deu uma declaração sobre a morte de Shoya Tomizawa piloto nipónico da Moto2, na pista de Misano.
    FMI considera apropriado expressar a sua opinião, se bem que o Campeonato do Mundo da MotoGP é organizado pela Federação Internacional de Motociclismo.
    Muito se falou da segurança da pista e se não teria sido mais apropriado ter interrompido a prova imediatamente após o acidente. Acredita que os elevados padrões de segurança aplicados em Misano fazem a pista uma das mais segura do mundo, seu traçado está homologado de acordo com os regulamentos e recebeu ainda em 2010 duas provas do Campeonato Italiano de Velocidade, a mais elevada competição de motociclismo do país.
    No acidente o piloto lesionado foi rapidamente retirado para uma zona segura da pista e os paramédicos entraram em ação em um curto período de tempo, a ambulância estava disponível para o piloto, o Centro Médico da pista, é um dos mais modernos e tecnicamente avançados da Itália.
    Parar a corrida, não teria feito qualquer diferença em relação à segurança dos pilotos.
    Paolo Sesti, Presidente da Federação Italiana:
    “Motociclismo é um dos esportes mais perigosos, pois os pilotos ficam soltos, temos de estar conscientes disso, são constantes os esforços para melhorar a segurança durante as provas, nos últimos anos, tivemos alterações nos desenhos das pistas, como aumento real das áreas de escapes, gostaria de expressar a minha total apreciação e simpatia para com a direção de Misano e de todo o pessoal médico, o acidente foi tratado de forma exemplar e como mandam todas as regras, digo que não vale de nada continuar zangado com o azar, seria mais apropriado um silêncio respeitoso pelo piloto que faleceu”.

  2. Felix
    10/09/2010 às 9:41

    A PIADA DO ANO
    Schumacher se oferece para ajudar FIA.
    O alemão Michael Schumacher se ofereceu para ajudar a estabelecer, junto com a FIA, as ordens de equipes, de modo a assegurar satisfaçam a necessidade dos fãs.

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    • KBK
      11/09/2010 às 0:04

      Tem muito senso de humor este alemão. =]

  3. Felix
    10/09/2010 às 9:15

    MUNDIAL DE RALLY:
    A Mini fez os primeiros testes com o modelo Countryman, que a montadora vai participar do mundial de rally em 2011, o setor de competições da fabrica Prodrive, trabalha a todo vapor para deixar o novo carro pronto para a disputa da próxima temporada do Mundial, Prodrive é uma empresa comandada por David Richards e parceira da equipe alemã, associada à BMW, os primeiros testes realizados foram na pista particular da empresa, em Warwickshire, na Inglaterra.
    A intenção da Mini nesses primeiros quatro dias de testes foi avaliar o comportamento do carro no asfalto, e também em terreno com pouca aderência, para dar mais quilometragem ao modelo, a equipe seguirá para Portugal, onde serão feitas simulações mais severas no cascalho.
    David Lapworth, diretor técnico da Prodrive, deixou claro que a Mini corre contra o tempo: “O carro foi criado a partir do zero, é vital aproveitar o máximo o tempo e ser minucioso em todos os aspectos, de forma a garantir que todos os sistemas funcionem corretamente, teremos em Portugal uma longa semana de testes em pista de cascalho”.
    O Mini Countryman está ainda com carenagem e pacote aerodinâmico provisórios, enquanto a versão final ainda está em fase de desenvolvimento.

    • Felix
      10/09/2010 às 9:28

      KBK,para quem tem um pouco mais de idade, não deixa de ficar contente com a volta do Mini as pistas de rally, também eu não deixo de ficar triste em ver que as fabricas tão modernas de hoje, não conseguem projetar as novas leituras dos carros com os mesmos tamanhos desses carros que ficaram famosos pelo seu pequeno tamanho.

      • KBK
        11/09/2010 às 0:02

        Verdade, Felix. Os Mini Cooper marcaram época e é muito bom para nós, saudosistas, seu retorno.
        O que eu enxergo, é que os carros são feitos de acordo com o desejo da fábrica, que no fim das contas é vender muitas unidades.
        Existe também uma certa dificuldade no tamanho x desempenho, haja visto que o Mini de hoje é consideravelmente maior que o original.
        Ainda assim, compartilho da sua tristeza.

  4. Felix
    10/09/2010 às 6:52

    Alguns pilotos da MotoGP testaram a pista que estreia no campeonato neste ano, Aragón circuito espanhol , foi em preparação para conhecerem bem a pista da 13ª etapa da temporada 2010, Jorge Lorenzo como seu companheiro de equipe, Valentino Rossi, e outras estrelas da categoria, como Nicky Hayden e Dani Pedrosa aproveitaram o dia para conhecer o desenho da pista.

    Para respeitar os regulamentos de testes, as motos oficiais não podem participar das sessões, Rossi sobre a pista: “Rápida com curvas complicadas, mas divertidas, destacou a entrada da curva 16 como o ponto alto do traçado”.

  5. Felix
    09/09/2010 às 10:49

    O Conselho Mundial de Automobilismo da FIA confirmou que tentará impor uma “licença para membros das equipes e seus pilotos” para todas as categorias e de seus campeonatos mundiais.

    A proposta, será avaliada pela Assembléia Geral da FIA, vai recomendar que todas as equipes da Fórmula 1, Campeonato Mundial de Rally, FIA GT1 e Campeonato Mundial de Carros de Turismo sejam obrigadas a ter licenças para os membros em posições de comando.

    Um novo Código de Boa Conduta da FIA deverá ser formado a fim de estabelecer os padrões que os detentores das novas licenças deverão obedecer.

    “Um novo mecanismo será introduzido visando controlar o acesso às áreas sob jurisdição da FIA, e nenhum passe de qualquer tipo será concedido a nenhuma pessoa ou entidade que não tenha uma reputação condizente para os propósitos do Código Esportivo Internacional”,as exceções que para os membros da FIA.

    “Aqueles que entrarem também se tornarão responsáveis por seu pessoal, significando qualquer pessoa ligada direta ou indiretamente ao portador da licença relacionada à sua participação em um evento”.

    O para se compreender essa licença: É para que a máFIA possa ter nas mãos, uma arma para calar seus opositores, pois a qualquer momento ela pode cancelar a licença de quem discordar da sua cúpula, esse era o sonho do sr Morlley ex presidente da máFIA e que o novo presidente dessa cúpula vai ter essa arma, para disparar a seu bel prazer, “VIVA O AUTORITARISMO DA máFIA”.

    Penso que chegou a hora de ter algo acima da FIA, para julgar a FIA e seus comparsas.

  6. Felix
    08/09/2010 às 17:32

    Está provado, que não existem REGRAS para uma federação corrupta, as regras do regulamento do campeonato da F1, são para serem burladas, com o aval da máFIA.

    Ética, lisura, princípios, honestidade, como já escrevi em algum lugar, não se exige por escrito, ou tem, ou não tem.
    Autor: Flavio Gomes

    • Felix
      08/09/2010 às 19:38

      Grande promoção do ano:
      Ferrari recebeu uma multa de Um milhão quando mandou trocar as posições de seus pilotos, quando não existia uma regra para ser burlada, agora quando a Ferrari burlou descaradamente uma regra feita pela máFIA por esse mesmo motivo, ela recebe um desconto de 900 mil dolares.

  7. Felix
    08/09/2010 às 12:33

    O Conselho Mundial de Automobilismo(FIA)vai apresentar uma proposta à Assembléia Geral para a criação de uma licença específica, o objetivo é introduzir um sistema que assegure que os critérios estabelecidos pelo novo Código de Conduta seja respeitado.

    “Um mecanismo será introduzido para controlar o acesso às áreas sob jurisdição da FIA, e para conseguir essa licença, a pessoa ou equipe precisara estar de acordo com os critérios do Código Desportivo Internacional”, encerrou a nota da FIA.

  8. Felix
    08/09/2010 às 11:05

    Na equipe Red Bull, é o austríaco Helmut Marko quem costuma dar a palavra final nos assuntos internos da equipe, Marko mostra total confiança na conquista do título.
    A Red Bull, depois da corrida em Monza vai dar preferência ao piloto do time que estiver melhor colocado no campeonato.
    O julgamento de hoje da Ferrari e do espanhol Fernando Alonso pela FIA, pode ser decisivo para colocar Vettel novamente bem próximo do líder Hamilton e de Webber seu companheiro e domingo passa a ser a primeira decisão da Red Bull com meta de ter o campeão mundial de 2010.

  9. Felix
    08/09/2010 às 10:31

    Brasil volta a encerrar temporada em 2011.
    O calendário de 2011 da F1, serão 20 provas, a primeira em Bahrein e a última em Interlagos.

    FIA negou vaga para mais uma equipe e F1 fica com 12 equipes.

    Alteração do calendário ficou por conta da volta do Brasil, no dia 27 de novembro, encerrando a temporada e a pista índiana estreando em 2011, totalizando 20 corridas.
    A Índia terá seu primeiro GP da história no dia 30 de outubro, será a antepenúltima do campeonato, o GP da Turquia, será a quinta corrida 8 de maio.

  10. Felix
    08/09/2010 às 10:05

    Jean Todt já está na sede da FIA, em Paris, para a reunião do Conselho Mundial que julgará a Ferrari pelo jogo de equipe no GP da Alemanha.

    Jean Todt, o presidente da FIA, já foi chefe de equipe da Ferrari, isso é motivo suficiente para por em dúvida sua integridade para tratar do caso. O resultado do julgamento pode servir de resposta, para o mundo sobre a FIA e o seu presidente.

  11. Felix
    07/09/2010 às 9:33

    Com muito profissiolismo Bridgestone confirmou o conjunto de pneus que vai fornecer às equipes nas últimas quatro corridas do campeonato.
    Para o Brasil em Interlagos e Abu Dhabi, na penúltima etapa e última corridas, os pneus serão os médios e os supermacios, para as corridas no Japão e a da Coréia do Sul, os pneus serão os duros e médios, a maior duvida é a Coréia pista nova, mesmo com a colaboração da FIA e apesar de todas as informações, optamos por uma postura mais conservadora, estamos fascinados com essa oportunidade, em Suzuka teremos uma difícil combinação entre os médios e os duros, enquanto em São Paulo e Abu Dhabi, por conta da natureza do asfalto dos circuitos, não há como manter os pneus duros, por isso teremos uma combinação mais suave, na Marina de Yas será a última da Bridgestone na F1″disse o diretor de competições da fabrica.
    Bridgestone não quis permanecer na F1 e dará lugar à italiana Pirelli, como fornecedora única de pneus em 2011.

  12. Felix
    07/09/2010 às 6:38

    O veterano piloto italiano Loris Capirossi foi operado ontem devido a uma lesão no dedo mindinho da mão direira, depois de sua queda na pista de Misano, no domingo na MOTOGP.
    Loris com sua Suzuki e Nicky Hayden com uma Ducati caíram logo na primeira volta da corrida, Capirossi que estava comemorando o seu 200º Grande Prémio na Classe Rainha, levou essa lesão para não se esquecer.
    Capirossi espera se recuperar bem rápido a tempo da próxima etapa, em Aragão, dentro de 11 dias.
    Loris:
    “Estou chateado com o aconteceu na corrida de domingo, porque estava confiante e a moto estava muito bem, o acidente não estava nos meus plano desse 200°GPs, parece que tudo foi bem na cirurgia só espero poder participar da próxima corrida, mas comparado com o que se passou na corrida da Moto2, esse acidente não é nada, uma grande tragédia como aquela é uma coisa que nunca queremos ver”.

  13. Felix
    06/09/2010 às 22:58

    Os carros da Formula 1 para 2013 voltam a ter o chamado “efeito solo” e os motores serão 1.6 litros com quatro cilindros e turbo.
    O pacote da nova F1 foi aceito pelo maioria das equipes.
    Os motores de quatro cilindros com turbo deverão ter uma potência de 650 hp.
    Cada piloto terá direito a usar somente cinco unidades na temporada.
    A aerodinâmica com a volta do efeito solo poderá aumentar em muito as ultrapassagens, pois a maior parte do downforce será gerada embaixo do carro, e não mais pela carenagem e asas, o que criava um fluxo de ar nos carros que vinham atrás, o efeito solo foi banido, por produzir grande aderência nas curvas.

    • Felix
      07/09/2010 às 11:49

      KERS deve assumir um papel importante na nova era da F1 em 2013, uma tecnologia adicional de reaproveitamento de energia cinética, com motores de quatro cilindros, 1,6 l com turbo que deverão funcionar em o máximo 10 mil rpm e terá um sistema que visa limitar o consumo de combustível, pode também proporcionar a volta das grandes montadoras, cedendo os motores, o fundamental em todas essas mudanças é tornar a F1 mais ecológica.

      Com o efeito solo que aumenta a velocidade dos carros nas curvas, se discute também que as entradas de ar serão transferidas para a frente, com a intenção de dar mais proteção aos pilotos, além de estar previsto um aumento real no tamanho dos pneus.

      Todas as novas regras para 2013 serão discutidas na próxima reunião do Conselho Mundial do Automobilismo.

      • KBK
        07/09/2010 às 22:47

        Só 10 mil rpm? Me parece muito pouco, mas tudo bem.
        O efeito solo, realmente, me parece uma ótima alternativa para diminuir a dificuldade de ultrapassar. Seguir um carro ainda será difícil nas curvas, mas em um nível menor.
        Fica também a curiosidade para saber “o tamanho” do ganho em downforce. Considerando que os engenheiros tem conhecimento muito maior comparado à última temporada das “saias”. Tenho até medo…hehe

  14. Felix
    06/09/2010 às 22:20

    A Williams poderá fornecer seus sistemas hidráulicos às novas equipes da Fórmula 1, este ano, Lotus, Virgin e Hispania estão usando o sistema hidráulico padrão definido pela FIA, esse sistema atual das novas equipes se mostrou problemático e não é confiável.
    Como a equipe Williams, compartilha o mesmo motor Cosworth, poderá ser a solução das novatas no próximo ano.
    O diretor técnico da Williams, Sam Michael: “Fomos questionados e concordamos em ajudar algumas equipes novas com o nosso sistema hidráulico, sabemos que essa parte hidráulica é problemática e como temos experiência, podemos dar a solução definitiva”.
    Michael, só não revelou os nomes das equipes que serão as possíveis clientes da Williams.
    Lotus, que deve passar a utilizar o motor Renault, pode solicitar que a própria Renault forneça também todo o sistema hidráulico ou partir para construir seu sistema

    • KBK
      07/09/2010 às 22:31

      Mesmo que as equipes nova não representem perigo à Williams no momento, acho bacana essaatitude deles.

  15. Felix
    06/09/2010 às 12:51

    Pilotos estavam no lugar errado(pista) e na hora errada(correndo) do acidente, essa foi mais uma pérola sobre o acidente, dessa vez nada mais, nada menos que do próprio Valentino Rossi:
    “Aconteceu a pior coisa que pode acontecer no nosso esporte: o piloto cair e continuar na pista, enquanto outros estão vindo atrás, trata-se de uma curva muito rápida, mas quando você cai em um lugar assim, normalmente vai para fora da pista, infelizmente, Tomizawa permaneceu no asfalto e os outros estavam muito perto para tentar desviar e não puderam fazer qualquer coisa”.

  16. Felix
    05/09/2010 às 12:05

    KBK, quase todas as categorias evoluem em termos de segurança, mais as corridas de motos, parece impossível fazer muito coisa, pois os pilotos ficam soltos, com uma roupa macacão que evoluiu muito pouco, ainda com prioridade na aerodinâmica com os pilotos corcundas, um capacete e uma bota, no fundo o que os pilotos conseguiram foi não se arranhar em pequenos tombos.
    Quem teve a coragem de assistir o acidente sabia que era fatal.
    O esporte a motor está de luto novamente, duas mortes em uma semana na categoria de motos é para ser analisado onde e como pode ter uma real melhora na segurança.

    • KBK
      07/09/2010 às 22:29

      Com certeza é mais complicado melhorar a segurança nas motos, mas não impossível.
      Pra mim, o macacão deveria deixar de ser “roupa” para se tornar mais uma “armadura”. E como isso provavelmente dificultaria a pilotagem, tem que ser introduzida como obrigatória, assim como foi com o HANS na Indy e F1.
      Tenho certeza que as “múltiplas fraturas na região abdominal (causadas pelo atropelamento de Redding)” poderiam ter sido evitadas. Não é uma questão de corrigir os erros do passado, mas proteger as vidas do presente/futuro.

      Mais que isso, estar preparado para as situações improváveis. Como o que aconteceu com o Massa ano passado, espero que estes acidentes sirvam para evidenciar os aspectos que deixam a desejar no equipamento de proteção dos pilotos.

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s