Início > Formula1 > Spa-Francorchamps: Corrida

Spa-Francorchamps: Corrida

Hamilton vence e convence

Depois da largada ruim de Webber, Hamilton assume a liderança e acaba com as chances dos adversários. Com pista seca, úmida ou molhada, o inglês se mostrou superior a tudo e todos. Vitória merecida.

Mark Webber, ex-líder do campeonato, teve uma corrida discreta, recuperando as posições na medida que os adversários tinham problemas. Por fim, ultrapassou Kubica nos boxes, em um erro do piloto da Renault, garantindo a segunda posição no final.

Postura semelhante à de Webber teve Felipe Massa. Em uma corrida “defensiva”, se manteve na pista e terminou com resultado satisfatório, bem melhor que Alonso.

O espanhol, por outro lado, teve azar ao ser atingido por Barichello ainda na ürimeira volta. Em uma corrida de recuperação com erros, acabou rodando sobre a zebra molhada. Mas mesmo em corrida de recuperação, Alonso não foi o protagonista da corrida.

Sebastian Vettel foi o protagonista. Indo para grama com a defesa de Kubica. Ao pressionar Button e perceber que nem no vácuo seu carro era mais veloz que a McLaren. O principal evento da corrida veio desta disputa: Vettel conseguiu ficar perto do inglês durante a Blanchimont, ao chegar na chicane Button freiou antes que o alemão. Ao realizar um movimento brusco para evitar a colisão, Vettel perdeu o controle e acabou fazendo aquilo que tentava evitar. Pior para Button, que foi atingido em cheio no radiador. Vettel foi punido por esse acidente, estranhamente (Barrichello também deveria ser punido por este critério).

Depois de provocar o acidente e cumprir a punição, Vettel tentava recuperar posições. Numa ultrapassagem sobre Liuzzi, quebrou o bico da Force India e teve seu pneu furado. Realmente não era o dia do alemão.

A 300ª participação de Barrichello em GPs foi pouco além do qualifying, em uma volta o brasileiro acertou Alonso e disse adeus à prova.

E enquanto a rivalidade entre os pilotos da Red Bull vai saindo de foco, na Mercedes o caminho é inverso. Se no qualifying Schumacher reclamou de Rosberg, que teria atrapalhado, na corrida o que se viu foi a mais pura rivalidade alemã. Em um primeiro momento Schumacher passa Nico, com direito a faíscas de bico-roda. Mais tarde o troco, com o jovem alemão “jogando o hepta para fora da pista “. Admito que gostei dos 2 lances.

Todavia, o melhor alemão do fim de semana foi o “uruguiao” Adrian Sutil.

Categorias:Formula1
  1. 31/08/2010 às 15:12

    Em quais pistas além de Monza vocês acham que a McLaren pode brigar com a RBR pela vitória?

    • KBK
      31/08/2010 às 19:29

      Acho difícil afirmar qualquer coisa neste momento.
      A RBR perdeu rendimento com o “asa enrijecida” e a McLaren ganhou rendimento com “pensamento positivo durante as férias”. Essa última parte é suposição, mas considerando a vantagem que a flexibilidade da asa proporcionou para as rivais, ficaria até justo.
      Mas como a cada melhora da McLaren o time liderado por Newey consegue responder a altura…

      Resumindo, acredito na RBR, mas acho que no momento, a McLaren competiria no mesmo nível em qualquer pista.

    • Marco
      01/09/2010 às 18:40

      Pra mim tinha Spa e agora Monza . De resto na minha opinião , a Red Bull leva vantagem em todas . Mas não é só de bons carros que se constrói um título ,mas sim de bons pilotos também . E a Mclaren na minha opinião , tem a melhor dupla da F1 . Portanto , essa é uma grande vantagem da Mclaren que pode e deve fazer a diferença .

  2. KBK
    29/08/2010 às 18:25

    Como torcedor do Vettel, tenho que admitir que ele não é o melhor piloto da F1. Mas também não é dos piores.
    Se lembrarmos do segundo semestre de 2009, a impressão que ele passava era de alguém muito veloz, mas que “não sabia ultrapassar”. Pouco combativo.
    Nesse ano, ele vem sendo bastante combativo, não se acomoda na posição que está e tenta (praticamente a todo custo) a ultrapassagem.
    Em 1 ano, ele foi de 8 a 80, e creio que isso se trata de aprendizado. Espero que não demore para se se tornar um 44, ou algo parecido.
    Seja como for, acho muito mais interessante este piloto que se arrisca do que aquele que se conformava.
    Se ouvimos e lêmos, cá e lá, que os pilotos hoje tem medo de arriscar, acho que Vettel é inocente de qualquer acusação, e seus “fracassos” provam isso.

  3. Marco
    29/08/2010 às 14:46

    Acompanhando o seu raciocínio KBK , realmente o Hamilton além de voltar a vencer , venceu de ponta a ponta numa pilotagem perfeita . Deu um ” passeio ” na caixa de britas mas é totalmente descupável porque a pista estava já encharcada e ele ” calçava ” slics .

    Agora vamos ver se Webber , que sempre foi preterido em favor do Vettel , possa ser olhado com mais carinho , pois este agora , têm 28 pontos a mais que o parceiro .

    É , Massa fez uma corrida comportada , e Alonso foi combativo , mas a chuva parou o espanhol e com isso, viu Hamilton e Webber aumentar a diferença que agora é de 41 pontos de líder .

    Acho perfeita , e concordo em muito com sua posição perante a Vettel , pois este jamais ultrapassou o limite da competitividade , e muito menos o do bom-senso como muitos afirmam . E não podemos negar de duas condições básicas e indispensáveis a um bom e grande piloto que esse alemão tem : combatividade e coragem . Muito embora , alguns equivocados experts , acham que ele usa de forma temerária .

    Abraços KBK .

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s