Início > Formula1 > Hungria: Qualifying

Hungria: Qualifying

Red Bull supera Ferrari com facilidade na busca pela pole

Que o foguete austríaco ia ser novamente o melhor carro a gente sabia, mas a facilidade com que Ferrari (e o resto do grid) foram superados surpreendeu.

Com a briga limitada a Vettel e Webber, o jovem alemão acabou por aniquilar qualquer chance de do aussie, fazendo não uma, mas duas voltas impressionantes. Melhor performance de Sebastian em um sábado até o momento.

Atrás dos touros vermelhos, o cavallino foi o “best of the rest“, com Alonso novamente à frente de Massa. Fernando ficou a impressionantes 1,2 s da pole, e o consolo para Felipe foi estar a menos de meio segundo de seu companheiro.

Hamilton mostrou, novamente, porque é considerado um dos melhores, fazendo o quintotempo, enquanto Jenson nem se classificou para o Q3.

As surpresas do dia foram a 6ª e 7ª posições no grid. Nico como candidato ao melhor do sábado, junto com Hamilton, Vettel e o russo Vitaly Petrov, que superou Kubica com propriedade.

Pedro de la Rosa, que bateu Barrichello e Button na disputa por uma vaga no Q3, larga em uma excelente 9ª posição, muito à frente de Kobayashi, P18.

Schumacher, mais uma vez, apanhou de seu companheiro, assim como Liuzzi. Glock, com vantagem de equipamento, superou Di Grassi com facilidade. Diferentemente da disputa entre Lotus e da HRT, Bruno precisava ir melhor.

O pulo da RBR

Depois do GP da Alemanha, brincando com Tomás, disse que a Ferrari havia dado um salto de rendimento pois estava “copiando bem” a Red Bull. Acho que agora seria justo dizer que a RBR “copiou bem” a Ferrari. =)

A corrida

Como já vimos anteriormente, a vantagem dos “touros vermelhos” costuma ser maior no sábado que no domingo, mesmo assim, o 1-2 deve acontecer caso nada anormal se suceda.

É possível que Massa tenha problemas com Hamilton. De qualquer jeito, é uma corrida para ver no Live Timing.

Pos No Piloto Equipe Q1 Q2 Q3 Laps
1 5 S. Vettel RBR 1:20.417 1:19.573 1:18.773 21
2 6 M. Webber RBR 1:21.132 1:19.531 1:19.184 20
3 8 F. Alonso Ferrari 1:21.278 1:20.237 1:19.987 23
4 7 F. Massa Ferrari 1:21.299 1:20.857 1:20.331 25
5 2 L. Hamilton McLaren 1:21.455 1:20.877 1:20.499 25
6 4 N. Rosberg Mercedes 1:21.212 1:20.811 1:21.082 21
7 12 V. Petrov Renault 1:21.558 1:20.797 1:21.229 25
8 11 R. Kubica Renault 1:21.159 1:20.867 1:21.328 22
9 22 P. De la Rosa Sauber 1:21.891 1:21.273 1:21.411 23
10 10 N. Hulkenberg Williams 1:21.598 1:21.275 1:21.710 26
11 1 J. Button McLaren 1:21.422 1:21.292 19
12 9 R. Barrichello Williams 1:21.478 1:21.331 14
13 14 A. Sutil Force India 1:22.080 1:21.517 18
14 3 M. Schumacher Mercedes 1:21.840 1:21.630 15
15 16 S. Buemi STR 1:21.982 1:21.897 17
16 15 V. Liuzzi Force India 1:21.789 1:21.927 17
17 17 J. Alguersuari STR 1:21.978 1:21.998 16
18 23 K. Kobayashi Sauber 1:22.222 10
19 24 T. Glock Virgin 1:24.050 10
20 19 H. Kovalainen Lotus 1:24.120 9
21 18 J. Trulli Lotus 1:24.199 9
22 25 L. Di Grassi Virgin 1:25.118 10
23 21 B. Senna HRT 1:26.391 9
24 20 S. Yamamoto HRT 1:26.453 9
Categorias:Formula1
  1. Felix
    31/07/2010 às 23:43

    Agora é briga das grandes, Mclaren e a Mercedes GP cobraram da FIA o motivo da liberação ilegal das asas dianteiras, apesar da FIA ter declarado a legalidade dos spoilers dianteiros da Ferrari e da Red Bull.
    A suspeita é que a FIA está fazendo vista grossa, ficou ainda mais forte depois de um video exibido durante a transmissão da sessão de classificação na Hungria, em câmera lenta com os carros em close-up, percebesse a movimentação fora do normal nos spoilers das equipes suspeitas, com suas asas raspando praticamente no solo.

    O efeito da asa mais baixa é conseguido através de um design especial no assoalho o que faz com que a asa dianteira fique baixa a grande pressão aerodinâmica, FIA não encontrou as irregularidades, no teste superficial.

    Segundo Ross Brawn, chefe da Mercedes GP, o video mostrado hoje deixou claro de que a asa da Ferrari tem movimentos:
    “A Ferrari tem colocado os seus carros para andar com as asas dianteiras muito mais baixas em relação ao solo”.

    Martin Whitmarsh, diretor da Mclaren, está claramente aborrecido com o que os rivais estão fazendo:

    “Asas flexíveis, elas não podem estar corretas flexionado a este grau, quem faz as regras deveriam fiscalizar com mais responsabilidades”.

    A FIA já deveria ter tomado uma decisão sobre essa questão, pois os carros que usam deste artifício ilegal podem ganhar mais 1 segundo por volta.

    Whitmarsh lembrou que o artigo 3.15 do livro de regulamento técnico da FIA é bem claro quando ao uso de aparatos flexíveis:
    “Se qualquer um der uma olhada no artigo 3.15, o qual diz que as partes do carro devem estar atadas rigidamente, então verá que no fim das contas a peça deve estar 90 milímetros acima do solo e ver as partes tocando o afalto, então eu penso que até uma pessoa leiga e sem experiência no assunto ficaria surpresa como a FIA pode ter permitido”.

    • KBK
      01/08/2010 às 14:15

      As “leituras do regulamento” é um dos maiores erros que a F1 permite ocorrer.

  2. Felix
    31/07/2010 às 12:00

    As equipes adversárias da Ferrari e Red Bull precisam desenvolver com urgência as asas dianteiras flexíveis, “legalizado” pela FIA, que é um dos motivos da grande melhora dos carros da Ferrari.

    O chefe da Renault: “Parece que rendem cerca de três décimos de segundo por volta,não parece ser apenas a asa que flexiona”.

    Button, piloto da McLaren: “Não compreendemos como isso pode ser legal”.

    As equipes adversárias estariam cobrando da FIA para que ela explique como a Federação liberou essas asas fronteiras, tanto os carros da Ferrari e o da Red Bull, mostram claramente que as asas estão visualmente bem a baixo do permitido.

    • KBK
      01/08/2010 às 13:47

      Tem que correr atrás mesmo. No momento não importa se é legal ou não.

  3. Felix
    31/07/2010 às 11:18

    Fernando Alonso e Massa estarão em pé de igualdade no GP da Hungria, o brasileiro não será obrigado a permitir a ultrapassagem, foi o que seus parceiros e patrocinadores decidiram em uma reunião realizada na sexta-feira com a equipe.
    “Tivemos uma reunião com Felipe se estiver em primeiro, vence”.
    A repercussão negativa mundial, fez com que a Ferrari fosse obrigada a mudar de atitude, e é certo uma punição exemplar na reunião do Conselho Mundial da FIA.

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s