Início > Formula1 > O intruso vira vencedor. E agora?

O intruso vira vencedor. E agora?

Mark Webber vence o GP de Silverstone e se aproxima da liderança do campeonato. Mas nem tudo são rosas. Aliás, a comemoração da vitória foi mais uma reclamação do que uma celebração.

O porquê disso nós sabemos, a equipe deu preferência a Vettel para a segunda asa dianteira nova, depois de o alemão quebrar a primeira. Webber não ficou nada contente com a situação, mas disse ser a primeira vez que tal tipo de vantagem era dada a Vettel.

Mas por que a equipe prefere Vettel sobre Webber?

Primeiramente, gostaria de expor minha opinião de que Christian Horner provavelmente não tem um preferido. Mas deve sofrer pressão para favorecer Vettel. Mesmo assim, declarou que se situação semelhante ocorra na próxima corrida, Webber seria favorecido, por estar na frente de Vettel no campeonato. Coerente (e justo, minha opinião).

Quem é a Red Bull?

Como sabemos, a Red Bull é uma equipe fundada pelo dono da marca de energéticos homônimos. Essa marca tem grande participação (em forma de patrocínio) em diversos esportes, principalmente aqueles considerados mais radicais, os que atraem jovens.

Quando Dietrich Mateschitz deu o passo definitivo para entrar na Formula1, ele sabia que chegaria ao topo. O presidente da Red Bull é um homem ousado, diferente do padrão de empresários bem sucedidos. Se alguém é capaz de bancar uma “aventura” na F1 acreditando que pode vencer Ferrari, McLaren e as grandes montadoras, é o homem em questão.

Projeto

Seu projeto de montar uma equipe de Formula1 foi bem planejado e estruturado, contratando pofissionais qualificados e o engenheiro mais renomado do paddock, Adrian Newey. Também compraram a Minardi (hoje Toro Rosso) para servir de laboratório no começo de sua jornada.

Como se encaixam os pilotos atuais nesse projeto?

Vettel: desde seus NOVE anos de idade fez parte do Red Bull Junior Team. De fato, o “capacete Red Bull” de Vettel é seu desenho de casco desde que competia em Karts. Até mesmo em 2007, quando foi “piloto das sexta-feiras” da BMW. Em 2008 assumiu cockpit da Toro Rosso, onde seu desempenho convenceu a direção a “reposicioná-lo” para a equipe principal. Em 2009, pilotando pela Red Bull Racing, teve altos e baixos, chegou a disputar o título com as Brawns, mas terminou em 2º lugar. Nada mal para um piloto com pouca experiência.

Webber: começou na F1 em 2002, já com 26 anos na época. Sua velocidade (mestre em qualifying) fez com que escalasse o grid, começando na Minardi, passou por Jaguar e Williams antes de ser contratado pela Red Bull, em 2007. Webber superou seus companheiros por muitas vezes ao longo de sua carreira, só terminou campeonatos atrás em duas ocasiões: Coulthard em 2007 e Vettel em 2009. Uma ressalva para o ano de 2005, quando Heidfeld estava a sua frente até sair da Williams depois da 14ª etapa.

Simplificando, a maior vantagem de Vettel é a idade. Com 23 anos recem completados, Sabastian tem pela frente algo em torno de 10 anos de F1. Não só isso, mas o auge de sua carreira muito provavelmente ainda está por vir. Ainda a favor de Vettel, a imagem de um jovem (com cara de garoto) cheio de energia parece “encaixar” melhor com o objetivo final da equipe.

Em favor de Webber, um desejo de recompensar toda sua carreira com um título e as dificuldades de uma perna quebrada para superar. Somando-se a isto, tentar corrigir uma “injustiça” cometida pelos chefões da equipe.

O título desde tópico, todavia, não é somente um contraponto à toda identificação que Vettel tem com a equipe.

“Intruso”

Em uma roda de discussão sobre F1, o ‘Forum BBC’, Eddie Jordan sugeriu que dos motivos da menor simpatia a Mark Webber, por parte da equipe, tenha a ver com o fato de Mark ter chegado à equipe como uma imposição. Explicando o comentário, quando a Red Bull negociava seu contrato para utilizar motores Renault, Flavio Briatore teria colocado uma condição extra ao acordo, a equipe precisaria contar com Mark Webber pilotando um dos carros. Como sabemos, Briatore é o manager de Webber.

Para aumentar a plausividade desta história, Coulthard, ex-piloto da RBR e ex-companheiro de Webber, disse concordar com as afirmações.

Tem solução?

Este tipo de confusão não se resolve de uma hora pra outra. A Mark, fica o consolo das palavras de Christian Horner, afirmando que ter mais pontos é ter preferência. E como dizem que o RB6 favorece o estilo de pilotagem do australiano, fica a Vettel a necessidade de mostrar trabalho.

Categorias:Formula1
  1. Luiz Sergio
    18/07/2010 às 17:57

    Webber, hoje:
    “eu admito que falei demais, estava com a cabeça quente, pois não aceito favoritismo, tem que ser um negócio justo, não se pode aceitar qualquer coisa que dificulte a sua vida, o Vettel não tem culpa, não fez nada de errado, reclamei pois quero apenas algo justo”.

    • KBK
      18/07/2010 às 23:18

      Demorou, mas finalmente alguém soube como se portar.

  2. Luiz Sergio
    17/07/2010 às 22:55

    Domenicali reforça o otimismo do Alonso:
    “NINGUÉM VAI DESISTIR NA FERRARI”
    “Ainda temos nove corridas, 225 pontos em jogo, com perfeição da maneira Ferrari”.

  3. Marco
    17/07/2010 às 20:36

    Grande amigo Luiz Sergio .

    Quanto ao assunto F1 , versus F.Indy , lembro sim desse episódio , parece-me que foi lá pela década de 80 ou fim dela ,ou então no início dos anos 90 quanto a F. Indy chegou a ameaçar o ” reinado ” da F1 , pois a Indy , tinha neste tempo , três carismáticos ex-campeões de F1 : Emerson , Andretti e Mansell que participaram juntos da categoria .

    Agora essa questão da mala do dinheiro ,que você se refere da qual eu não tinha o menor conhecimento , mas agora caiu a ficha , e , realmente fico com a pulga atrás da orelha , não lembro de datas , mas a verdade é que , depois que sofreu com a cisão entre Tony George que é o dono do autódromo de Indianápolis , a F. Indy , perdeu muito espaço no automobilismo mundial . É a minha modésta opinião .

    Mas amigo , continuo achando que a F1 não perde nada , e não tem nada a perder com a F. Indy , que por sinal , desculpe-me pela teimosia meu grande amigo mas dou aqui um detalhe que acho importante dentro do meu ponto de vista : O último bom ano da Indy foi antes da separação citada acima , onde Villeneuve foi campeão e se mandou para F1 , e que depois de dois anos ganharia o mundial .

    Depois disso meu grande amigo , começou uma decadência fudida ( desculpe a expressão ), foi dividida em dua categorias , com muito estrangeiros , pois era o plano B para pilotos que não conseguiam espaço na F1 , e não sei porque a Indy começou a perder popularidade nos Estados Unidos , passando a ficar atrás da Nascar na preferência dos americanos .

    Por talvez não gostar muito dessa categoria , amigo Luiz Sergio , penso assim . Posso estar pensando errado , mas não consigo ver uma F1 sendo ” ajudada ” de nenhuma … ou alguma maneira pela F.Indy . Mas de qualquer forma , respeito e muito o teu ponto de vista , porque sei que você sabe muito de automobilismo .

    Grande abraço e , até segunda pessoal .

    • Luiz Sergio
      17/07/2010 às 23:14

      O mundo dos negócios é um mundo sujo, você acompanhou direitinho a sequência, onde houve a ruptura, a Indy está tentando sair do CTI que o dono da F1 colocou, é a categoria para estar no topo, logo abaixo da F1, até para os pilotos terem uma opção.
      Mansel, foi descartado na época na F1, foi para a INDY, se tornou campeão e a F1 pediu para ele voltar de braços aberto.
      Marco, analisa com carinho o que eu estou dizendo!
      A F1, precisa entrar em uma realidade, 2011 estão inventando o Keds novamente, para falir as equipes novas, pois com a mudança de pneus já seria um sufoco, vem a F1 verde em 2013 e as equipes novas precisariam conseguir respirar, a meta de Ferrari é colocar 3, 4 ou 5 carros no grid, as grandes fabricas não aguentaram poço sem fundo dos gastos.

      • KBK
        18/07/2010 às 15:52

        Tem toda razão quanto aos custos, Luiz.
        No caso específico do KERS, se não estou enganado, será utilizado um KERS padrão, “monomarca”. Nesse caso o investimento seria viável à todas as equipes (menos à HRT que não tem dinheiropra nada).

      • Marco
        19/07/2010 às 20:15

        Também estou de pleno acordo qto aos Kers , que podem quebrar as pequenas .
        Nesto ponto , concordo com você sobre certas políticas entre F1 e Indy , retpito , neste caso você está coberto de razão .

        Mas as equipes poderão optar em comprar , que é o casos das pequena .

        A verdade é que , a Ferrari e Mclaren insistiram na aprovação imediata do retorno do Kers junto a FIA ( da qual aceitou prontamente ), para faturar em cima das pequenas , pois elas não teriam verbas para desenvolver o tal aparato .

        Amigo , como disse acima , estarei de volta com vocês no sábado … ah , me lembrei , se não aparecer visitas por aqui !

    • Luiz Sergio
      17/07/2010 às 23:19

      Marco, quando você for falar do mesmo assunto o local é responder, para as pessoas que entrarem conseguirem compreender!
      Comentário novo ai sim, entra no topo.
      Vamos ver se o KBK, pega a turma do blog do Becken!

      • KBK
        18/07/2010 às 15:58

        Prefiro que Tomás e William seja o destino da maioria dos ex-Becken, pois seriam muitos comentários para eu ler.
        Mas não me incomodaria em arrebatar alguns da “velha guarda”.😉

      • Marco
        19/07/2010 às 20:01

        Perfeito !

  4. Luiz Sergio
    17/07/2010 às 12:43

    MAIS UM CAPITULO DA NOVELA RED BULL X WEBBER.

    Helmut Marko, consultor da Red Bull, voltou a criticar Mark Webber:
    “Não sei o que Webber quer, o piloto que teve a nova asa dianteira instalada no carro era quem estava na frente no campeonato, se Webber, imagina que existe uma conspiração entre nós e Vettel contra ele, então está totalmente errado, acho que, se fôssemos pensar em conspiração, seria o oposto, afinal, qual carro constantemente tem problemas, será que Webber teve uma roda solta, um freio quebrado, um chassi com defeito, um problema na caixa de câmbio e um bico danificado?”

    • KBK
      17/07/2010 às 17:33

      Se existem alguém que favorece Vettel na RBR é esse cidadão. Não falou grande bobagem, mas tem pouco crédito nesse tipo de assunto.

      • Luiz Sergio
        17/07/2010 às 18:08

        KBK, eles batem em uma tecla que é ridículo, o normal não é essa mentalidade, isso seria o caso de um piloto está disparado na frente do companheiro, o certo é quem quebrou fique sem a peça, o simples era falar que erraram nessa opção, principalmente que criou um ambiente insuportável dentro da equipe e mostrou ao mundo por quem as fichas para ser campeão estão na Red Bull.
        Pode ser que já na próxima corrida o carro do Webber comece a andar um pouco menos, mais o Rubinho falou pouco e perdeu, com uma porção de panes colocada, só acabou, quando a última pane colocada quase matou o Massa, coisa que a máFIA deveria ter ido a fundo, para saber como aquela peça saiu do carro???????

  5. Marco
    17/07/2010 às 0:13

    Grande Mestre Luiz Sergio ! !
    Não estou localizando o seu comentário . Será que tô ficando louco ?!

    • KBK
      17/07/2010 às 4:22

      Acho que é o comentário de 16/07/2010 às 20:00
      Agora deve ser o #17

  6. Luiz Sergio
    16/07/2010 às 23:27

    Briatore, está orientando Mark Webber.
    Flavio Briatore, o italiano ainda é o empresário do australiano.
    Webber revelou que falou Briatore antes da corrida, e Briatore disse: “Mark, basta fazer uma boa largada”.
    Briatore, deu conselho sobre os comentários públicos de Webber, incluindo o famoso “nada mau para o piloto número dois”,
    e ainda o “eu nunca teria assinado um contrato novo para o próximo ano se soubesse que seria assim”.
    Briatore, sabe que a pressão do público pode reverter a política da equipe Red Bull no apoio do Vettel.

    • Marco
      17/07/2010 às 0:17

      No que tá certo . Afinal é seu mentor !

  7. Luiz Sergio
    16/07/2010 às 19:45

    KBK e Marco, gostei do que o Marco colocou sobre o Webber, é precisamos reavaliar os pilotos, ver, Webber, Button, Rubinho, mostrando uma capacidade que ninguém mais esperava, espero que o Michael, também entre nesse time de mostrar na pista que ainda tem capacidade para enfrentar esses garotos voadores!

    • KBK
      16/07/2010 às 21:27

      Esqueci de colocar no tópico, mas seria interessante ver Webber triunfar sobre Hamilton, que sugeriu a aposentadoria de Mark.

  8. Luiz Sergio
    16/07/2010 às 19:39

    Marco e KBK, veja mais um comentário sobre esse tema que eu deixei a a pouco.

  9. Marco
    16/07/2010 às 19:17

    Meu amigo Luiz Sergio , você não tem noção do prazer que eu tenho de debater com o grande amigo … apesar do que , isto nuna aconteceu … rsrsrsrs … mas hoje é o dia , rsrsrs

    Quanto a F1 e F. Indy , vejo que os carros da Indy são verdadeiras carroças de muita pouca tecnologia .

    Meu grande e caro amigo , havemos de concordar que os requisitos básicos tecnologicos de um F1 , são muito maiores do que os exigidos no automobilismo norte-americano .

  10. Marco
    16/07/2010 às 15:49

    KBK, neste ” límpido ” post (gostou hein ) sobre ” O intruso vira vencedor . E agora ? ” , você desenvolve a ” tese ” de que a Red Bull ,tem um tratado definitivo e péssimo sobre as ” relações de igualdade ” dentro dela não é isso ?

    Pois muito bem . ” Intruso ” : Acho o que foi dito pelo Eddie Jordan nessa roda de discussão sobre F1 , está mais do que correto . Sim , pois como muitos , Webber já fazia parte de uma grande legião de esperanças perdidas de pilotos na F1 . Portanto ” jogaram ” Webber na Red Bull para ” tapar buraco ” ,e o que se viu , foi um Webber retomando de forma magnífica o fio de sua ascensão até então , interrompida .

    ” Tem solução ? ” : Nesta parte , coloco um problema um pouco delicado : não se deveria em nesse caso dar prioridade imediatamente a Webber que está fazendo um belo trabalho tanto ao mais que Vettel ? Mas como a F1 tem o costume de priorizar sempre o primeiro piloto ( mesmo estando mal ), ou o protegido , ou o mais bonito … seja lá o que for , vejo isso como uma hesitação das mais indignas dos chefes , donos , dirigentes não só da Red Bull , mas como de toda a F1 . Portanto meu amigo KBK , não sei se tem solução não , pois é como diziam os antigos que , ” é preciso comer muito sal juntos antes de cumprir nossos deveres e verdades ” .

    Bom , quanto a este ” doloroso ” caso Webber/Vettel/Red Bull em Silverstone , na verdade Webber , já entrou por demais revoltado na corrida , por ter sido totalmente ” marginalizado ” porque o australiano não se conformava por dois motivos : ( 1 ) . Webber que já treinava com o chassi antigo de Vettel ( o motivo nós já sabemos ), ( 2 ) , ainda teve que ceder o seu aérofolio dianteiro a Vettel , que havia quebrado-o nos treinos !

    Então de forma espetacular o Webber foi buscar forças não sei aonde para encontrar sua grande opção de vitória .

    Com isso Webber passou uma fatura dolorosa não a Christian Horner , ( como muito bem você comenta ) mais ao todo poderoso Dietrich Mateschitz , que agora terá que se virar para acomodar a situação entre manter a sua evidente preferência por seu menino mimado e a liderança do magnífico Max Webber . Um grande impasse que me passa a impressão de que o projetista Adrian Newey faz um belo dum carro , colocando as vantagens de colherinha ou de colherzinha ( não sei ) para dentro , enquanto Vettel , cartolas e outros , colocam de pá para fora . É uma lástima !

    Quanto a ” Quem é a Red Bull ? ” ; ” Projeto ” e ” Como se encaixam os pilotos atuais nesse projeto ? ” , você fala de forma tão clara , límpida e didática que só posso dizer : Amém .

    Valeu amigo , mais uma vez meus parabéns pelo post .

    • KBK
      16/07/2010 às 22:08

      Realmente, Marco, não se pode esperar que a equipe seja imparcial nesse tipo de situação. Com Schumacher e Rubinho, ou mesmo a disputa hoje na Brawn, em nenhum desses cenários há igualdade de atenção.

      Sobre prioridade, acho que realmente não deveria existir. A equipe deveria ter levado mais unidades da nova asa, mas o mundo não é perfeito, e com certeza houve um bom motivo para isso.
      Seja como for, eu estranho toda essa reação de público/mídia, assim como estranhei na época do Schumacher na Ferrari. Para mim, a equipe faz o que bem entender. Se a Ferrari apostava todas suas fichas em Schumacher, problema deles.
      Se Rubens/Mark/Rosberg ou quem for, temiam por ser “segundo piloto”, eles que encontrassem uma maneira de colocar isso no contrato. Colocando todo o romantismo de lado, é a equipe que paga milhões para os pilotos se divertirem e ainda poderem ser campeões mundiais.
      Uma coisa que muitos pilotos esquecem, cegados por seus imensos egos, é que eles ‘correm para a equipe’, e não o contrário.
      O público quer que (pelo menos dentro de cada equipe) haja igualdade de condições, isso dá pra entender. Mas um piloto, que está acostumado com esse mundo, já deveria saber como as coisas funcionam.

      Um fato curioso, para demonstrar que a situação da RBR não é tão complicada quanto parece, é que as 2 equipes (de Mark e de Sebastian) compartilham informações sobre ajustes dos carros. Algo que NÃO se pode dizer das equipes de Schumacher e Rosberg.

      Como sabem, torço pela Red Bull e Vettel, então minha razão pode estar sendo bloqueada pelo coração. Mas tentando colocar isso de lado, e considerando todo o contexto envolvido, acho que “apostaria os recursos da equipe” no alemão, sem que houvesse detrimento ao australiano, ou mínimo. Creio que seja melhor (do ponto de vista comercial) o triunfo de Vettel, mesmo com Webber não sendo segundo, do que o contrário.

      Marco, espero que tenha gostado do post assim como gostei desse comentário.
      Abraço

      • Marco
        17/07/2010 às 0:30

        Colocação correta e perfeita num comentário brilhante !

  11. Luiz Sergio
    16/07/2010 às 10:35

    SERÁ QUE A FORMULA INDY 2012 VAI FAZER A FORMULA 1 REAVALIAR CUSTOS?
    Segurança, baixo custo, ecológica essa é a visão para 2012 da FORMULA INDY, o chassi será exclusivo da Dallara, mas abrindo a participação de outros fabricantes na construção e fornecimento do pacote aerodinâmico, peças como laterais, tampa de motor, asas…um bocado de coisa, esses novos fornecedores poderão fazer carros visualmente bem diferentes uns dos outros e poderão batizar esses carros, soluções diferentes para velocidade em retas e pressão aerodinâmica nas curvas, tudo terá de ser aprovado pelos comissários. 
    Otimismo, é a palavra de todos, o pacote inteligente da Dallara e tudo que ela desenvolveu para mais segurança do chassi.
    As portas estão abertas para todos os fabricantes de motores, especificação V6, turbo com 2,4 litros, espero que possamos mostrar como se faz um carro de Formula, super rápido, a baixo custo, essa pode ser uma grande lição para a Formula 1.

    • Marco
      16/07/2010 às 15:54

      Amigo LS , acho que a Indy nunca foi parâmetro para a F1 , ma o oposto eu acredito . Assim penso .

      • Luiz Sergio
        16/07/2010 às 18:50

        Marco, desculpe mais você está enganado, a F1 é que copiou muitas coisas da Indy.
        Um dois maiores erros da Indy é se fechar nela mesmo, penso que essa visão para 2012 pode fazer ela se abrir, ver os pontos positivos de outras categorias.
        Pode ter certeza que a FIA e a FOCA aproveitam esse amadorismo.

      • Luiz Sergio
        16/07/2010 às 19:31

        Marco, tenho pena das equipes novas que acreditaram no teto orçamentário que a máFIA prometeu na F1!
        Um carro completo até com motor na Indy de 2012, vai sair por menos de um milhão de dólares!
        Será que três ou quatro segundos que é a diferença, da F1 para a Indy, vale gastar mais de 800 milhões, isso é o que a Ferrari, Mclaren e a Mercedes gastam por ano?
        A no fundo a maior diferença na minha opinião está na capacidade dos pilotos da F1, esses realmente fazem a diferença!
        Colocar as boas pistas usadas pela F1 e principalmente os pilotos da F1, nos carros da Indy, seria uma concorrente para a categoria máxima do automobilismo.

    • KBK
      16/07/2010 às 18:58

      Acho difícil, Luiz. Durante o passar dos anos os “cartolas” da F1 só inflaram seu ego e devem pensar que são auto-suficientes. O relativo sucesso da F1 em comparação com a F-Indy só piorou isso.
      Mas a proposta parece bem interessante. Apesar de que os motores da F1 serão “mais verdes” que os da Indy.

      • Luiz Sergio
        16/07/2010 às 20:00

        KBK e Marco, voltando para o assunto polemico F1 X INDY.
        Não sei se vocês se lembram, quando a F1, começou a tentar entrar na Europa e a máFIA, determinou que só permitia as corridas da INDY em pistas ovais, foi construído uma pista oval, penso que na Alemanha, e um tri oval no Rio.
        Bernie, fez uma visita ao dono de Indianapolis, com uma mala de dinheiro, logo depois foi criado um tumulto pelo dono de Indianapolis que dividiu a categoria e quase matou as duas!
        A F1 tem muito a perder ser a Indy mesmo não usando as pistas tradicionais da F1, já imaginaram a pistas da França, Rircard, varias da Inglaterra, Adelaide, etc…

      • KBK
        16/07/2010 às 21:25

        Um assunto muito polêmico com certeza. Mas acho que o fato dessas categorias não correrem nos mesmos circuitos é favorável à Indy. Até onde sei, as restrições na F1 são maiores que na Indy.
        Mas como não estou mais informado, deixo a dúvida no ar.

  12. Marco
    16/07/2010 às 9:08

    Bom dia , bom dia , muito bom dia a todos , gostei do muito post , só não comento agora por falta de tempo mesmo !
    Acredito que no meio da tarde estarei ” liberado ” para dá uns pitacos por aqui .
    Valeu amigos e , até mais tarde .

  13. Luiz Sergio
    16/07/2010 às 5:33

    KBK, não vou entrar no mérito da questão, só que a briga interna está levando a Red Bull a perder os dois campeonatos!
    Até essa última etapa a história dos carros da Red Bull, pode ser contada em vários tipos de filmes, comédia, suspense, intriga, só não sei se o final, o ator principal até agora é o Webber, saindo bem de todas as armadilhas.

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s